Responsabilidade e Transparência

Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada nas Unidades de Saúde

SECOM - Secretaria de Comunicação - quarta-feira, 29 de julho, 2020


Em uma iniciativa do Ministério da Saúde, mediante a necessidade de mais pessoas estarem sendo imunizadas contra o vírus Influenza A, mais conhecido como o vírus da gripe H1N1, prorrogou a Campanha de Vacinação contra a Gripe, até o dia 31 de agosto. A campanha tem como público-alvo crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes puérperas, adultos de 55 a 59 anos, pessoas com deficiência e outros, profissionais de serviços essenciais e população em geral. A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, está disponibilizando a imunização nas Unidades de Saúde, durante o período de vacinação, até enquanto durar o estoque das vacinas.

O vírus Influenza atinge de forma aguda o aparelho respiratório, provocando febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. Geralmente benigna, pode em alguns casos apresentar complicações, levando à internação hospitalar e, até mesmo, ao óbito em casos extremos, se o paciente não for submetido a tratamento adequado.

Em tempos de pandemia da Covid-19, ir a Unidade de Saúde receber a vacinação, se torna ainda mais necessário, mesmo a vacina não tendo eficácia contra o novo Coronavírus, pois a imunização auxilia os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19, já que os sintomas são similares aos da gripe, causada pelo vírus Influenza A.

“Estamos, neste momento, enfatizando ao público-alvo que compareça nas Unidades de Saúde mais próximas da sua residência, portando o cartão de vacinação para estarem sendo imunizados contra o vírus Influenza, também chamado de H1N1. É uma doença bastante comum, especialmente no inverno, mas a população precisa estar atenta, tendo em vista a pandemia da Covid-19, que tem superlotado os hospitais em nosso município. Os sintomas da gripe são similares aos sintomas do Coronavírus, mas são doenças infecciosas diferentes e é necessário ressaltar isso, para que todos nós fiquemos atentos.”, disse o secretário de Saúde, Vítor Lavinsky.