Responsabilidade e Transparência
SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER

Circuito Afro-brasileiro será realizado em parceria com a Prefeitura de Jequié, projeto ‘Agulha do Poder’ e IPAC-BA

SECOM - Secretaria de Comunicação - quinta-feira, 8 de novembro, 2018


20 de novembro é o Dia Nacional da Consciência Negra, e a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, vai celebrar a herança africana com diversas ações de valorização da presença negra e da cultura afro-brasileira, com a inserção do município no rol de cidades que vão receber o Circuito Afro-Brasileiro do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia, que contemplará as cidades de Salvador (de 22 a 24), Cachoeira (19 a 21), e Jequié (17 a 21).

O evento acontece em parceria com a Prefeitura de Jequié, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo e com o projeto ‘Agulha do Poder’, que é coordenado pela artesã Conça Santos. As atividades acontecerão no espaço do Museu Histórico João Carlos Borges, localizado na Avenida Rio Branco, Centro, e na Casa da Cultura Pacífico Ribeiro, situada à Rua Gerônimo Sodré, Centro, em frente ao Jequié Tênis Clube, espaços culturais geridos pela Prefeitura.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Alysson Andrade, o Circuito Afro-Brasileiro do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia, trará diversas atividades gratuitas, como exposições, culinária, música, a religiosidade de matriz africana, dentre ações que fazem parte da programação oficial.

“Torna-se importante ressaltar que a programação especial que estamos oferecendo, em celebração ao Mês da Consciência Negra, não é somente para os negros e negras. As ações são públicas, para todas as pessoas, de todas as cores, credos e raças, estudantes, acadêmicos, artistas, e toda a população jequieense. Temos os objetivos de promover e ampliar o conhecimento público sobre a cultura afro-brasileira, pois entendemos que assim combateremos os índices crescentes de racismo, praticados, especialmente, por pessoas que desconhecem o tamanho da riqueza cultural afro-brasileira, combatendo, portanto, a desigualdade racial e social do município de Jequié”, disse Alysson Andrade, secretário de Cultura e Turismo.

Programação oficial do Circuito Afro-Brasileiro do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia, em Jequié:

17 DE NOVEMBRO – MUSEU HISTÓRICO JOÃO CARLOS BORGES
19h – Abertura da exposição denominada: ‘Caminhos’, do artista plástico Rodolfo Carvalho (no Museu Histórico João Carlos Borges). Período de visitação pública: 17 de novembro a 17 de janeiro de 2018, em horário de expediente.

19 DE NOVEMBRO – CASA DA CULTURA PACÍFICO RIBEIRO
A partir das 8h – Feira de Artesanato (no pátio da Casa da Cultura Pacifico Ribeiro, Rua Gerônimo Sodré);
09h – Performances poéticas negras;
09h30 – Apresentação musical – (Nani Perona);
10h – Abertura oficial do evento;
16h – Mesa redonda – Ancestralidade, religiosidade, e africanidade;
17h – Mesa redonda – Anemia falciforme: fisiopatologia e suas manifestações;
18h – Alunos de Dança da Escola Jorge Amado (de Salvador);
19h – Performance de dança (Bailarinos do Teatro Castro Alves – BATCA);

20 DE NOVEMBRO – CASA DA CULTURA PACÍFICO RIBEIRO
09h – Apresentação pública ‘sons percussivos’;
10h – Palestra – Culinária Afro-brasileira;
10h30 – Palestra – ‘O Poder da folhas e raízes’;
15h – Mesa redonda – ‘Empreendedorismo e consciência coletiva feminina’;
15h30 – Mesa Redonda – ‘Sexualidade, racismo e preconceito’;
16h30 – Apresentação de Grupo de Capoeira;
17h30 – Apresentação do grupo de dança ‘Saúde e Ação’, do Hospital Geral Prado Valadares;
18h – Desfile ‘Identidade estética e empoderamento negro local’ (Alunos das Escolas Municipais de Jequié – Secretaria de Educação);
19h – Performance de grupo de dança local.

21 DE NOVEMBRO – CASA DA CULTURA PACÍFICO RIBEIRO
10h – Lavagem da Casa da Cultura Pacífico Ribeiro, seguido dos toques dos tambores e adjas;
15h – Palestra ‘Novembro Azul: fisiopatologia e suas manifestações, consequências’;
16h – Oficina Maquiagem Negra;
16h30 – Oficina de Turbante;
17h – Mesa Redonda – ‘Direitos humanos e população negra’;
18h – Apresentação do NEOJIBA (Núcleo ‘Cidade Sol’ – Jequié);
19h – Performance Artística (Olha como a ‘Nega’ dança);
19h30 – Apresentação de Banda de Percussão.