Responsabilidade e Transparência

Prefeitura de Jequié dialoga com artistas locais em agenda pública

SECOM - Secretaria de Comunicação - segunda-feira, 29 de junho, 2020


Fazendo parte de um conjunto de atos preparatórios que vêm sendo executados pela Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Cultura e Turismo, com vistas à democratização da possível aplicação de recursos advindos da Lei Aldir Blanc, a chamada “Lei de Emergência Cultural”, que aguarda sanção presidencial, têm acontecido diversas reuniões entre artistas e demais trabalhadores, que atuam na cadeia produtiva da cultura local, e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Os encontros têm sido individuais, respeitando as recomendações das autoridades no que tange à prevenção contra o Covid-19, com o objetivo de dialogar com esses trabalhadores e representantes do setor cultural, de forma a discutir, coletivamente, a construção de um planejamento para investimentos e áreas de incentivo que poderão receber apoio institucional, a partir da chegada desses recursos, quando a Lei Aldir Blanc tiver sido, enfim, sancionada.

Nas palavras do secretário municipal de Cultura e Turismo, Alysson Andrade, os encontros presenciais com os trabalhadores que atuam no campo da cultura, em Jequié, têm sido de fundamental importância, pois auxilia a traçar estratégias no sentido de alcançar maior eficiência e eficácia na possível distribuição dos recursos. Além dos diálogos presenciais, que visam diagnosticar os problemas reais pelos quais vêm passando os trabalhadores da cultura local, em face dos efeitos da crise sanitária, outros mecanismos de escuta da sociedade foram implementados, a exemplo de uma Consulta Pública online, que está disponível para acesso no site oficial da Prefeitura de Jequié, através do link: Formulário da Consulta Pública.

A agenda física, iniciada no dia 22 deste mês, já ouviu cerca de trinta trabalhadores ligados ao setor cultural local, entre eles, artistas independentes, representantes de coletivos e associações culturais, produtores, professores de artes, técnicos, representantes de cineclube, diretores de teatro, responsáveis por projetos socioculturais, representantes de espaços culturais comunitários, mestres de capoeira, artesãos, entre outros agentes. Ainda, de acordo com o secretário, após a sanção da “Lei de Emergência Cultural”, a Prefeitura de Jequié estuda realizar transmissões ao vivo, nas redes sociais oficiais, para sanar eventuais dúvidas relacionadas à Lei Aldir Blanc.