Responsabilidade e Transparência
SÃO JOÃO 2019

Prefeitura de Jequié realiza levantamento epidemiológico em odontologia

SECOM - Secretaria de Comunicação - terça-feira, 9 de abril, 2019


A Prefeitura de Jequié, numa ação conjunta entre a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Educação, em parceria com a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e com o Curso de Odontologia da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), realizou nos dias 2 e 9 de abril, o levantamento epidemiológico em odontologia, com o objetivo de coletar informações referentes a problemas de saúde bucal na população.

As equipes técnicas realizaram, nesses dois dias, mais de 1000 exames clínicos com fins epidemiológicos, a fim de compreender melhor as doenças e agravos relacionados à saúde bucal da população analisada. O estudo foi realizado com alunos regularmente matriculados nas escolas do município, com idade entre 4 e 5 anos, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.

Os casos mais comuns encontrados nas crianças dentro do perfil analisado, o que pode ou não vir a ser confirmado no levantamento realizado agora, em Jequié, são a incidência de cárie e índices periodontais, condições de oclusão, fluorose, traumatismos dentário e a ocorrência de dor de dente, entre outros.

Essa pesquisa, além de embasar, do ponto de vista epidemiológico, as ações previstas nas Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal e subsidiar ações para o fortalecimento da gestão dos serviços públicos em saúde bucal, nas diferentes esferas de governo, permite a análise comparativa dos dados nacionais, com dados de outros municípios, países e com as metas da Organização Mundial da Saúde.

“A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação, em parceria com a disciplina de Saúde Coletiva, do Curso de Odontologia, da UESB, com apoio do Curso de Odontologia, da FTC, deu início a esse levantamento que, pela primeira vez no município, vai poder ter uma noção mais próxima das demandas de saúde bucal, do perfil de distribuição da doença cárie e outros agravos em saúde bucal. Iremos ampliar essas analises para outras faixas etárias preconizadas pelo Ministério da Saúde. O levantamento é importante pois, por meio das informações apresentadas, podemos estimar o status de saúde bucal e a necessidade de tratamento nas comunidades, produzindo dados básicos confiáveis para o desenvolvimento de programas de saúde bucal, respaldando a alocação racional de recursos humanos, materiais e financeiros do município servindo, em momento futuro, como parâmetro para avaliação da eficácia e eficiência desses programas, além de monitorar os níveis e padrões de patologias bucais na nossa população, ao longo do tempo. Agradeço, aqui, em nome do secretário municipal de Saúde, Vítor Lavinsky, a todos os parceiros e apoiadores que nos ajudaram a realizar este levantamento.”, afirmou Gabriel Magalhães, um dos supervisores da Coordenação de Saúde Bucal, da Prefeitura de Jequié, e que coordenou o levantamento realizado.